Politica - 08/04/2024 - 00:59:11

 

Decisão de Alexandre de Moraes sobre Elon Musk tem "equívocos jurídicos", diz especialista

Decisão de Alexandre de Moraes sobre Elon Musk tem "equívocos jurídicos", diz especialista

 

Da Redação com Poder 360

Foto(s): Reprodução Instagram

 

Elon Musk

Elon Musk


O advogado constitucionalista André Marsiglia afirmou que há “equívocos jurídicos” na decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes que determinou a investigação do dono do X (ex-Twitter), Elon Musk, no inquérito das milícias digitais. Moraes também mandou abrir uma nova apuração da conduta do empresário.O advogado constitucionalista André Marsiglia afirmou neste domingo (07/04/2024) que há “equívocos jurídicos” na decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes que determinou a investigação do dono do X (ex-Twitter), Elon Musk, no inquérito das milícias digitais. Moraes também mandou abrir uma nova apuração da conduta do empresário.

No despacho, Moraes afirmou que “a flagrante conduta de obstrução à Justiça brasileira, a incitação ao crime, a ameaça pública de desobediência as ordens judiciais e de futura ausência de cooperação da plataforma são fatos que desrespeitam a soberania do Brasil e reforçam à conexão da dolosa instrumentalização criminosa das atividades do ex-Twitter atual ‘X’, com as práticas ilícitas investigadas pelos diversos inquéritos anteriormente citados, devendo ser objeto de investigação da Polícia Federal”. Eis a íntegra (PDF – 161 kB).

Segundo o advogado, para haver incitação ao crime “é necessário conexão entre a fala de um e o crime praticado por outro”.

“Qual fala do Musk teria estimulado crime? Ao dizer que descumpriria ordem e reativaria perfis? Ora, descumprir ordem judicial não é crime e não há como terceiros serem incitados a descumprir uma ordem destinada à plataforma”, disse.

Eis abaixo os principais pontos da análise de André Marsiglia:

  • Musk estimula agressão a ministros do STF“Nesse caso, a fala de Musk precisaria explicitamente incentivar a agressão de terceiros. Não vi nada nesse teor. Não me pareceu haver conexão possível entre fala dele e eventual agressão de terceiros”, disse o constitucionalista;
  • dolosa instrumentalização criminosa: Marsiglia disse ser “difícil entender o fundamento da decisão”. O trecho, segundo ele, parece “que se quer dizer que a plataforma existe em conluio com sua direção para impactar a opinião pública contra a Corte”. Entretanto, citou que as manifestações críticas de Musk foram feitas em seu perfil pessoal. Acrescentou que indicar “intenção dolosa de desestabilizar a opinião pública, atentando contra a soberania do país” exige “indícios robustos” –o que não encontrou no despacho de Moraes;
  • decisão de investigar Musk: “Muito mais uma resposta à sociedade brasileira do que algo efetivo”, afirmou o advogado. Adicionou que, “na prática”, não vê como isso pode ser feito.

André Marsiglia disse ainda que a decisão do ministro do STF “intencionou dar um recado a Musk” e uma “resposta à sociedade, ou parte dela, que talvez estivesse esperando por algo do gênero”.

BYD Brasil
Elon Musk

MUSK X MORAES

A decisão de Moraes se deu depois da escalada do tom do dono do X contra o ministro do STF.

No sábado (6), Elon Musk perguntou por que o ministro Alexandre de Moraes “exige tanta censura no Brasil”. O empresário respondeu uma publicação do ministro no X de 11 de janeiro.

O comentário de Musk veio na sequência de acusações feitas pelo jornalista norte-americano Michael Shellenberger na 4ª feira (3.abr). Segundo Shellenberger, o ministro tem “liderado um caso de ampla liberdade de expressão no Brasil”.

Os comentários críticos escalaram o tom e Musk disse que pensa em fechar o Twitter no Brasil e que divulgará as exigências de Moraes que violam leis. Ele também chamou o ministro de “tirano”, “totalitário” e “draconiano”, dizendo que ele deveria “renunciar ou sofrer um impeachmant”.

... Continue Lendo ...

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




Escritora Eliane Marques aborda romance de estreia no Trilha de Letras


Paris 2024: Brasil conhece adversários do torneio feminino de vôlei


CCJ do Senado aprova projeto de lei que libera cassino e bingo no país


Dólar sobe para R$ 5,44 à espera de reunião do Copom


Copom mantém a taxa Selic em 10,50% a.a.


Chico Buarque integra patrimônio da sensibilidade brasileira